Análise Fundamental em Forex

Análise FundamentalSaiba o que é a análise fundamental em Forex e como tirar o máximo proveito nos seus investimentos. Alta rentabilidade ao usar esta estratégia para investir dinheiro em divisas.

Evidentemente, como em todos os mercados financeiros, com operações de compra e venda, o mercado move-se ao ritmo da oferta e da procura, isto é, quando existe maior procura os preços sobem, quando a procura é menor os preços descem. É simples!

Mas o que faz aumentar a procura de uma divisa? Uma grande parte do valor de uma divisa está baseada na força económica do país de origem da divisa e esta força económica é medida através de diversos indicadores económicos que fazem referência a aspetos micro e macroeconómicos e que são influenciados por fatores económicos, políticos, etc. Alguns desses indicadores são o Produto Interno Bruto (PIB), taxa de desemprego, dívida externa, balanço comercial com o exterior, índice de preços na produção, entre outros dados.

Guia sobre Análise Fundamental

Se compararmos a força económica de dois países, podemos determinar que a divisa é mais forte e, por isso, estará cotada a um preço mais elevado. Evidentemente isto nos ajuda a tomar uma decisão de médio a longo prazo, nunca a curto prazo devido à alta especulação que existe no mercado de divisas.

Cada vez mais são os traders que operam no momento da publicação de notícias e dados económicos, este movimento é conhecido como “trade the news”. Isto faz com que aconteçam várias movimentações muito importantes no preço de um par de divisas nos minutos posteriores, o qual é realmente atrativo. A maioria dos brokers disponibilizam um calendário económico com o dia e hora de publicação das notícias económicas, como é o caso do site ForexFactory onde poderá encontrar um calendário económico muito completo classificado por divisas e importância.

Existem muitos indicadores económicos mas nem todos têm a mesma importância e impacto. Entre todos eles destacam-se 5 indicadores sobre o mercado, por ordem de importância. Vamos pegar no caso dos EUA, mas pode ser aplicado em outros países em que esteja interessado negociar divisas. Os indicadores mais importantes para o dólar dos EUA são:

  1. Taxa de Desemprego – Este indicador mede a taxa de novos empregos criados nos Estados Unidos. Muitos empregos criados num só mês é um indicativo de crescimento económico, já que as empresas estão a aumentar a sua força laboral para satisfazer a procura. É publicado na primeira sexta-feira de cada mês às 8h30 na hora dos EUA (ou 13h30 em Portugal).
  2. Taxa de Juros – A entidade Federal Open Market (FOM) decide a percentagem da taxa de juro, que é a percentagem que o Banco da Reserva Federal cobra aos bancos membros pelos empréstimos. A taxa de juro é decidida durante os encontros da FOM com os bancos regionais e a Reserva Federal. São realizados 8 encontros por ano.
  3. Balança comercial – Este indicador mede a diferença entre os produtos e serviços que um exporta e os produtos e serviços que importa. Se for deficitário indica que as importações foram maiores que as exportações, e isso não favorece a divisa. É publicado na segunda sexta-feira de cada mês.
  4. Inflação – A inflação mede o preço dos bens de consumo básico num país. Preços altos são considerados negativos para a economia, por isso o Banco Central geralmente responde à inflação com o aumento das taxas de juros, e muitas vezes as divisas valorizam. É publicado a meados de cada mês.
  5. Vendas a retalho – Este é o indicador das vendas ao pormenor, o que indica o momento económico de uma país baseando-se na sua atividade económica. É publicado a meados de cada mês. Além disso, o Produto Interno Bruto (PIB) também é importante.